Publicidade

Como ser Au Pair na Alemanha
Lifestyle

Como ser Au Pair na Alemanha

Clarissa Clarissa Gaiarsa
7 de fevereiro de 2021

Imagem: Vanessa Bucceri

Morar na Europa, e especificamente na Alemanha, é um sonho para muitos brasileiros. Seja para ter uma experiência temporária, como um intercâmbio, ou construir uma vida fora do Brasil, há várias possibilidades de realização desse sonho, e uma delas é trabalhar como Au Pair. O programa direcionado normalmente a mulheres jovens, e que gostam de lidar com crianças, apresenta muitas vantagens em relação a outros tipos de experiências no país e pode abrir portas para oportunidades futuras.

O conceito de Au Pair pode ser definido como um programa de trabalho e intercâmbio, e se diferencia de um trabalho de babá (babysitter) que costuma receber por horas ou dias e não dorme na casa da família. Além disso, a convivência é maior, quem participa de um intercâmbio como Au Pair vira quase parte da família anfitriã (Gastfamilie), acompanhando as crianças diariamente, ajudando em algumas tarefas domésticas e aprendendo tudo sobre a cultura local.

Conteúdo

Como achar um programa de Au Pair na Alemanha

como-ser-au-pair-na-alemanha
Créditos: Pixabay

Seja através de agências intermediárias ou por conta própria, é relativamente fácil encontrar um programa de Au Pair na Alemanha. Nos sites, como Au Pair World e Au Pair, é possível se cadastrar gratuitamente, criar um perfil, de preferência em alemão, e buscar a família ideal, na cidade onde gostaria de morar. Caso seu nível do idioma não seja tão bom, peça ajuda a quem tem um conhecimento mais avançado. Como segunda opção, escreva o perfil em inglês.

Grande parte das agências que oferecem programas de intercâmbio tem como opção o programa de Au Pair e em alguns países é obrigatório fazê-lo através de uma empresa mediadora, mas não para a Alemanha. Apesar de ser uma boa alternativa fazer o processo com a agência, pois eles serão responsáveis por encontrar uma solução em caso de problemas, o contrato exige o pagamento de uma taxa e há um certo controle por eles durante a sua experiência.

Ainda que o suporte e talvez a sensação de segurança sejam maiores, a maioria das pessoas acaba optando por fazer a busca das famílias diretamente pelos sites indicados e consegue resolver os problemas de maneira independente, sem a ajuda da agência, principalmente porque a Alemanha tem regulamentação para a atividade e o governo pode oferecer qualquer tipo de assistência. Vamos focar aqui, portanto, nas recomendações ao fazer o programa de Au Pair diretamente por essas plataformas.

Requisitos para ser au pair na Alemanha

como-ser-au-pair-na-alemanha
Créditos: Pixabay

Os requisitos para ser Au Pair na Alemanha podem variar de cada programa ou agência, ou até mesmo da família que está buscando alguém. Normalmente os pais buscam por uma mulher jovem, entre 18 e 26 anos, e que tenha alguma experiência comprovada com crianças (de preferência que não seja cuidar do irmão mais novo ou de um sobrinho). Homens também podem participar do programa, apesar de não ser tão comum.

É importante ter o ensino médio completo, não ter filhos, ter conhecimentos básicos de alemão (normalmente um certificado A1 já é suficiente), boas condições de saúde física e mental e ter tomado todas as vacinas solicitadas. Ter carteira de habilitação não é obrigatório, mas pode ser uma vantagem e a brasileira pode ser usada por até 6 meses na Alemanha.

Lembrando que para quem tem cidadania europeia, a idade pode ser até 30 anos e não é necessário visto, apenas o passaporte ou cartão de identidade. Dos requisitos da família, é necessário que o alemão seja a língua oficial falada entre eles e que um dos pais seja de nacionalidade alemã ou europeu.

Visto de Au Pair na Alemanha

Os requisitos gerais para o visto de Au Pair na Alemanha são:

  • Idade: entre 18 e 26 anos
  • Conhecimento básico alemão (é obrigatório apresentar um certificado de proficiência A1)
  • Contrato de Au Pair assinado pela família e pela Au Pair
  • Seguro de saúde válido por toda a estadia na Alemanha (a Gastfamilie pagará por ele, mas é necessário apresentar os documentos para o pedido de visto)
  • Passaporte com validade de pelo menos 1 ano e cópia das páginas com dados pessoais
  • Carta de convite da família Gastfamilie (necessária para algumas nacionalidades)
  • Carta de motivação (necessária para algumas nacionalidades)
  • Formulário de “Requerimento de concessão de uma autorização de residência”
  • Formulário de Au Pair (preenchido pela Gastfamilie
  • Duas fotos biométricas atuais (3,5 X 4,5 cm com fundo claro)
  • Ter condições de arcar com os custos da viagem, as famílias normalmente não pagam a passagem para a Alemanha

Confira o check-list quando estiver com tudo preparado para a solicitação do visto.

O processo de visto pode demorar de 4 a 8 semanas. A Alemanha tem um visto oficial para Au Pairs que pode ser solicitado no site da Embaixada do país em seu país de origem. Caso esteja no Brasil, confira onde está a representação alemã mais próxima para levar os documentos e fazer a solicitação. Alguns consulados exigem hora marcada e o visto não poderá ser requerido com uma antecedência maior de 3 meses da data prevista de entrada na Alemanha. Os custos de 75 euros são bancados pela requerente que devem ser pagos em reais e em espécie.

Apesar do visto valer para um período de 6 meses a 1 ano (não podendo ser prolongado), o que é processado e colado no passaporte normalmente é de 90 dias. Esse é o período dado para que se registre no departamento de estrangeiros (Ausländerbehörde) e a família é responsável por ajudar no processo após sua chegada na Alemanha. A Gastfamilie também deve ajudar com quaisquer outros processos burocráticos. A autorização de residência (Aufenthaltserlaubnis) adquirida valerá até a data final do contrato.

Salário de Au Pair na Alemanha e condições do trabalho

A Alemanha é um dos países que têm legislação específica para a categoria, protegendo seus direitos. Au Pairs na Alemanha trabalham 30 horas por semana, ou 6 horas por dia, e devem ter pelo menos 4 noites e um dia completo livres (sendo obrigatório um domingo livre por mês). 280 euros é o mínimo para um salário mensal, podendo chegar a 310, além do seguro saúde e 50 euros para o curso de idioma. Caso o curso seja mais caro, os custos devem ser arcados pela pessoa. Uma boa dica aqui é tentar negociar o salário, algumas famílias são mais abertas para isso.

Se o contrato for de 1 ano, Au Pairs devem ter quatro semanas de férias, caso o período seja mais curto, são dois dias a cada um mês de trabalho. O programa também dá direito a um quarto individual e a refeições completas, incluindo nos feriados e se a pessoa estiver doente. Caso a pessoa siga uma dieta específica (vegetariana ou vegana), ou a família tenha restrições, é bom que isso seja conversado antes.

Vantagens de vir para Alemanha como Au Pair

como-ser-au-pair-na-alemanha
Créditos: Jan Antonin

Há muitas vantagens em optar por um programa de Au Pair como experiência na Alemanha. Além da principal de todas, o baixo investimento e boa relação custo benefício, com hospedagem, alimentação e parte dos estudos garantidos, é mais fácil aprender o idioma e viver a cultura e tradições locais no cotidiano de uma família.

Aprender a falar um idioma com crianças é mais fácil, pois elas corrigem seus erros e tem um vocabulário mais básico, portanto as conversas fluem com mais naturalidade. E as trocas culturais vão além, não apenas com a família, mas com outras Au Pairs que estão fazendo o programa ou com vizinhos, colegas do curso de alemão e pessoas do convívio diário.

As possibilidades de viajar são grandes. Como praticamente todos os custos do dia a dia são pagos pela família, é possível viajar principalmente para países que fazem fronteira com a Alemanha como: Áustria, França, Luxemburgo, Holanda e Bélgica, fora outros países europeus. Basta planejar e organizar as viagens com um orçamento mais baixo.

Contrato de Au Pair na Alemanha

Antes de falar sobre os problemas que podem surgir durante a experiência, vale destacar a importância do contrato. Ao participar do programa leia com atenção tudo que está no contrato e, caso algo esteja faltando, chame atenção da família anfitriã ou da agência. Alguns itens essenciais que devem constar:

  • Duração da estadia com data de início e fim do contrato
  • Quanto será o pagamento e se ele será semanal ou mensal
  • Horários de trabalho, folgas semanais e férias
  • Descrição da acomodação e de como será a alimentação
  • Despesas de transporte na cidade onde a família vive
  • Seguro saúde
  • Despesas de viagem para o país e cidade da família e custos do visto
  • Responsabilidades da Au Pair e cancelamento do programa

As responsabilidades da Au Pair devem ser bem claras, pois é um dos problemas mais comuns de desentendimento com a família anfitriã. Algumas tarefas comuns que podem ser solicitadas são: passar, lavar, manter a casa e o quarto das crianças arrumado, passar aspirador e cozinhar. Em muitos casos, a família já tem uma faxineira que faz boa parte dessas tarefas e a Au Pair apenas ajuda a manter a casa nos outros dias. Caso haja um animal de estimação, as tarefas podem incluir os cuidados com ele.

Problemas que podem surgir durante a experiência de Au Pair na Alemanha

como-ser-au-pair-na-alemanha
Créditos: Kevin Laminto

Além de um desentendimento com relação às tarefas da Au Pair, outros problemas podem surgir durante o programa. Falaremos de alguns deles aqui e de possíveis soluções para que sejam superados e não estraguem a experiência.

Desentendimento com a família

A boa relação entre as famílias e Au Pairs é essencial, mas pode ser que no dia a dia, por diferenças culturais ou de valores, ela não aconteça. Nesses casos, pode-se optar por um cancelamento do contrato antes do tempo planejado. Normalmente um aviso prévio de duas semanas deve ser respeitado, enquanto a família procura por uma nova pessoa e a intercambista por uma nova família.

Caso essa mudança seja possível, ela deve ser informada para que o visto seja também alterado. Para evitar essa situação, é importante organizar várias ligações com a Gastfamilie, incluindo as crianças, antes da viagem, assim a chance de haver surpresas e decepções por ambos os lados é menor.

Abusos e desrespeito

É importante ter cuidado com abusos, não fazer tarefas que não foram combinadas no contrato e denunciar qualquer tipo de desrespeito ou violência doméstica. Recomendamos também um planejamento antecipado com a família sobre os dias de folga, coisas da rotina (receber amigos em casa, por exemplo) e os métodos de educação a serem usados (como as horas em que as crianças podem ver TV etc), para que nada seja mal interpretado.

Assim como no item acima, para evitar essas situações, é muito importante que antes da ida da Au Pair para a Alemanha, os dois lados se conheçam bem, incluindo as crianças, e troquem qualquer tipo de informação necessária. Uma dica é fazer uma lista de tudo que é necessário saber antes das conversas e perguntar sempre, sem vergonha. Essas conversas também ajudam a prevenir contra possíveis fraudes, é bom ficar atenta a falsos perfis de família antes de fechar qualquer contrato.

Em último caso, pode-se entrar em contato com instituições que apoiam Au Pairs em situações de emergência, como a Au Pair Hilfe e a Au Pair Society. A primeira cobra uma anuidade de 35 euros e ajuda Au Pairs que sofreram abuso com estadia temporária até encontrar outra família ou voltar para casa. Já a Au Pair Society possui uma linha de telefone que pode ser acionada a qualquer hora em casos de abuso (0800-110287247).

Saudades de casa e dificuldades de adaptação

Saudades de casa e sentimento de tristeza podem surgir, principalmente no inverno, para quem não está acostumada ao frio do norte europeu. Manter contato sempre com a família no Brasil, participar de grupos em redes sociais com outras Au Pairs para receber apoio e recomendações são algumas das soluções para evitar esses sentimentos. É preciso também ter a mente aberta para entender as diferenças culturais e saber aproveitar melhor o que o país tem a oferecer.

Dificuldades em aprender o idioma e se comunicar com a família são também problemas bem comuns. É importante falar abertamente das dificuldades e participar das conversas dentro e fora de casa, ainda que cometendo erros. Uma dica que pode ajudar a evitar essa situação é optar pela experiência em uma cidade pequena, já que nas cidades maiores a maioria das pessoas vai acabar falando em inglês ao perceber que a pessoa não fala bem alemão.

Ficar na Alemanha após o Au Pair

como-ser-au-pair-na-alemanha
Créditos: Mikka Luotio

Para finalizar, lembramos que há possibilidades sim de esticar sua temporada na Alemanha, caso decida fazer sua vida no país. Durante o programa de Au Pair, pode-se buscar opções de estudo, ou até mesmo de trabalho, e correr atrás de bolsas ou empresas que ofereçam vistos de trabalho e permanência no país, a depender da área profissional.

Com o bom nível do idioma adquirido durante a experiência como Au Pair, os caminhos certamente se abrirão e não é incomum que Au Pairs permaneçam na Alemanha ou voltem mais tarde com outros objetivos. Esperamos que todas as dúvidas tenham sido tiradas e que aproveite sua experiência como Au Pair na Alemanha.

Como ter um cachorro na Alemanha
O empreendedorismo brasileiro na Alemanha
Clarissa Gaiarsa
Clarissa Gaiarsa
Autor
Soteropolitana e brasileira de nascimento, e italiana no passaporte, sou jornalista, tradutora e produtora de conteúdo, apaixonada por música, línguas e viajar. Já vivi em 5 países: Brasil, Espanha, Estados Unidos, Grécia e atualmente na Alemanha. Adoro compartilhar experiências e ajudar os iniciantes na arte de morar fora do nosso país.

Comentários