Meus favoritos ( 0 )
Orgulho alemão - o calcanhar de Aquiles da Alemanha
Sociedade

Orgulho alemão - o calcanhar de Aquiles da Alemanha

Celso Celso Fernandes
1 de julho de 2012
0

Imagem: Caleb Minear on Unsplash

Bom, a maioria de vocês provavelmente já sabe que a Alemanha foi derrotada pela Itália na semi-final da Eurocopa na última quinta-feira. Futebol não é, nunca foi e provavelmente nunca será o meu forte, porém eu gostaria de aproveitar a ocasião para falar de um assunto que eu acho  legal comentar. Trata-se do orgulho alemão.

A Alemanha começou a Eurocopa como uma das equipes favoritas, porém no inicio manteve-se humilde, consciente e buscando observar a movimentação dos adversários inclusive respeitando muito e até certo ponto temendo alguns dos seus oponentes. Bastaram apenas algumas vitórias para  a chama piloto do orgulho nacionalista, que queima dentro de todo alemão, escalar para uma labareda. Nos dias precedendo o jogo da semi-final, os jornais já noticiavam a vitória incerta, dizendo que ninguém poderia parar a Alemanha agora. A sede de vitória era tão grande que eles ignoraram completamente as estatísticas que claramente apontavam para uma vitória italiana já que a Alemanha nunca havia conseguido derrotar a Itália no passado. O Alemão é muito rápido para transformar qualquer assunto (especialmente esporte e economia) num assunto nacionalista e no meu ponto de vista inclusive racial. Lógico que ninguém sai por aqui vestindo a suástica e gritando Heil Hittler, mas pelo conteúdo dos comentários, das piadas e da prosa é possível ter uma ideia do que se esconde nas entre-linhas. Eu ouvi na rádio inclusive uma piada que dizia o seguinte:

Amigos, é lógico que não vamos perder para Itália! Como podemos perder para a Itália?? Os alemães são muito melhores do que os italianos. A prova disso é que  assim como a Alemanha, a Itália é um país que hospeda muitos imigrantes, dando a todos amplas oportunidades para o seu desenvolvimento.  A diferença é que os Italianos que vem para Alemanha não tem capacidades  nem para aprender a falar direito o nosso idioma e nunca se tornam muito mais que cozinheiros ou treinadores de futebol, já os alemães que vão para a Itália chegam inclusive a ser papa!

Piadista alemão

Enfim...este tipo de piada tem um certo grau de mau-gosto e vai um pouco além do espírito esportivo.   Um pouco além do espírito esportivo também foi um cidadão presente no restaurante aonde eu assisti o jogo. Momentos antes do jogo, eu havia chegado em Frankfurt e resolvi parar no meu restaurante chinês preferido. O restaurante estava lotado de oriental e estrangeiros e quando o hino alemão começou a tocar, um dos poucos alemães ergueu-se, colocou a mão esquerda no lado direito do peito e começou a cantar o hino segurando uma bandeira da Alemanha. Acho que nesse momento o restaurante inteiro parou de falar e ficou aquele silêncio estranho. Ai...se ele soubesse da surra que estava prestes a levar... Poucos momentos depois alguma coisa deu errado, algo fugiu do plano e a Alemanha começou a ser nocauteada pelo grande Balotelli, que por sinal era o único negro em campo (eu acho)! E já que estou falando de coisas dando errado e fugindo do plano, vou aproveitar para falar um pouco do ponto fraco da Alemanha.

O Alemão é um povo super organizado e super eficiente. Eles adoram arrumar métodos para resolver todos os problemas e são muito bons nisso. Para toda situação existe uma norma que regra a existência de tudo no seu espaço e no seu tempo. Para todo problema existe um método que  se seguido corretamente passo-a-passo irá resultar na solução ideal....realmente tudo muito metódico. O motivo para tanta precisão e tanto metodismo é simples: Diferente dos povos  latinos, o alemão não sabe improvisar. Se não está no manual, eles não sabem como proceder e o resultado geralmente é uma sucessão de erros que culmina com a auto-derrota que para eles é sinônimo de humilhação total. Isso eu vejo aqui todos os dias nas mais diferentes situações: trabalho, esporte, história, etc...

Então moral da estória: seja você quem você for, se algum dia estiver numa situação de competição com qualquer alemão a chave da sua vitória estará no improviso. Aliás...vou fazer diferente...vou encerrar este post criando um pequeno método estilo alemão:

  1. Estudar adversário alemão e fazer um levantamento de suas capacidades.
  2. Mapear os limites do seu conhecimento e definir bem seus pontos fracos.
  3. Evitar repetência , formalidade e regularidade. Prezar por irregularidade, casualidade e surpresas.
  4. Manter a situação favorável através através da constante repetição dos 3 passos anteriores e aguardar até a hora H.
  5. Se o adversário alemão estiver correndo para um lado e para o outro enlouquecido como uma galinha sem cabeça, a hora H foi atingida. Proceda com um golpe certeiro.  Caso contrário volte para o passo 1.
A Alemanha, o parque, a praia, os patos...
Made in Germany - Invenções Alemãs - Parte 1
Celso Fernandes
Celso Fernandes
Autor
Engenheiro, empreendedor e programador de fim de semana.  Natural de Petrópolis, RJ. Trinta e poucos anos de idade e há dez anos vivendo na Alemanha. Escreveu o primeiro post no Batatolandia em 2008 e desde então não parou mais.

Comentários

Cadastro