Meus favoritos ( 0 )

Adventskalendar: tudo que você sempre quis saber sobre a tradição

Batatolandia Batatolandia Admin / Vídeo de: ApfelMuse
27 de novembro de 2019
640
0

Imagem: Picture Alliance

De todas as tradições alemãs, o Adventskalendar (calendário do Advento) é com certeza uma das mais presentes e mais bem preservadas. A medida que o ano vai chegando ao fim, é possível encontrar variações deste calendário em praticamente todo lugar: desde supermercados até mercados de natal. Desde lojas de brinquedo até sex shops. Vindos de uma cultura cristã,  todos nós brasileiros podemos mais ou menos sacar o significado do calendário: 

- É fácil! Tem a ver com natal, então deve ser algo relacionado a Cristo, correto? 

- Sim, correto! Mas existe ainda muito mais por trás do calendário - e não estamos falando apenas de chocolate. 

Conteúdo

O que é o Advento?

A história do calendário do Advento começa em meados do século XIX. O verdadeiro significado do advento (adventus do latim: chegada) é a preparação espiritual e mental para a solenidade cristã do ano, o nascimento de Jesus na noite de 25 de dezembro.

O Advento inclui os 4 domingos antes do natal, começando no primeiro domingo após 26 de novembro. O período do Advento termina no dia 24 de dezembro após o pôr do sol, quando inicia-se a noite sagrada. Na igreja romana, havia originalmente entre quatro a seis domingos de advento, até que o papa Gregório Magno (pontificado 590-604) fixou o número em quatro.

Como surgiu o calendário de Advento?

O calendário de Advento foi criado no decorrer do século 19 nos países de língua alemã, porém  com muitos precursores, que surgiram mais ou menos simultaneamente em lugares diferentes. Enquanto o Advento na Igreja Católica era comemorado principalmente com missas diárias de Advento diretamente na igreja, foram os protestantes que criaram a contemplação dentro do lar. Durante este época, as famílias protestantes costumavam ler passagens bíblicas, recitar versos, orar juntos e cantar canções em forma de oração.

Como o tempo é uma ideia abstrata, especialmente difícil de entender para as crianças, por volta de 1840, os pais começaram a inventar maneiras diferentes de ilustrar a passagem do Advento para seus filhos, destacando sempre a essência festiva da época.

Assim, gradualmente as famílias começaram a pendurar 24 fotos com ilustrações de natal na parede ou na janela. Alguns pais pintavam 24 traços de giz  nas portas dos armários. Os traços simbolizando os domingos apresentavam aparência mais longa ou eram coloridos. As crianças podiam, então, apagar uma linha por dia.

Passou a ser comum, também, o uso de pequenos pinheiros conhecidos como "árvores do Advento". Todos os dias, após ler a bíblia, pequenas bandeiras ou estrelas eram penduradas na árvore. Algumas famílias acendiam uma vela por dia. O aumento da luz simbolizava a chegada iminente da luz do mundo, Jesus Cristo.

O primeiro calendário de Advento moderno

O primeiro calendário infantil impresso foi produzido em Hamburgo em 1902 e publicado pela editora da Livraria Protestante Friedrich Tümpler. Custava exatamente 50 Pfennigs.

Em 1904, o calendário de Natal "Na Terra do Menino Jesus" apareceu publicado por um jornal de Stuttgart - baseado na idéia de Gerhard Lang (1881-1974).

calendário de Advento Na Terra do Menino Jesus
Foto do primeiro calendário de Advento impresso em 1904. Fonte:Wikipédia

O calendário na versão de Lang, ainda não tinha portas para abrir, mas consistia em duas partes impressas. Uma folha com 24 figurinhas e uma caixa de papelão com 24 versos escritos pelo próprio Lang.

As crianças podiam cortar uma figurinha todos os dias, ler um dos versos e colar a figurinha sobre o verso. Em 24 de dezembro, a figura do menino Jesus todo vestido de branco podia ser colada. 

O calendário de Advento durante a Segunda Guerra Mundial

Com o início da Segunda Guerra Mundial, o papel na Alemanha passou a ser racionado. No início da década de 40, a impressão dos calendários foi interrompida. Em 1941 veio, finalmente, a proibição da imprensa da igreja. Como substituto, o partido nazista criou seu próprio calendário nacional-socialista e passou a distribuí-lo ao povo. 

calendário de Advento nazista
Página de um calendário de Advento nazista. Fonte: Museu Moopenheimer

O calendário nazista consistia de um pequeno livreto contendo contos, músicas, ditados e imagens. O objetivo claro era uma reinterpretação do período do Advento, todos os elementos religiosos cristãos foram removidos e substituídos com elementos da nova ideologia nazista. Foi dado ênfase especial às raízes supostamente germânicas. A coroa do advento passou a ser substituída pela coroa do solstício; o menino Jesus, passou a ser chamado de Criança da Luz. A palavra alemã “Vorweihnachten” substituiu a palavra latina “Advent” e São Nicolau teve que dar lugar ao cavaleiro branco, que também estava associado ao deus Odian.

O calendário de Advento no Pós-Guerra

O calendário de Advento passou a ser impresso novamente imediatamente após a queda no nazismo. Já no natal de 1945 era possível adquirir os calendários nas lojas. Afinal, o anseio por valores e tradições cristãs era grande. Empresas que não foram destruídas e possuíam papel em estoque, trouxeram de volta a tradição existente antes da guerra.

A tradição do calendário de Advento nos dias de hoje

Desde o início do século 19, os calendários de Advento foram individualmente criados pelos pais para semear o espírito natalino nos filhos. Hoje em dia, não são apenas os pais que preparam os calendários, mas os filhos também preparam calendários de Advento para seus pais. Casais apaixonados trocam calendários de advento recheados de tudo desde chocolates até preservativos e calcinhas comestíveis. Praticamente todas as indústrias acharam uma forma de lucrar com a tradição, como por exemplo este calendário de Advento de cerveja artesanal.

calendário de Advento craft beer
Calendário de Advento de cerveja Artesanal. Fonte: beertasting.shop

O calendário de Advento no mundo

A tradição do calendário de Advento foi exportada para os outros países de língua alemã, como Áustria e Suíça, já na década de 30. Foi após a Segunda Guerra, no entanto, que a tradição realmente ganhou asas e atravessou o oceano para países como Inglaterra e EUA. Hoje em dia, são impressos milhões calendários na Alemanha, sendo mais da metade deles produtos de exportação.

Forma, estilo e aparência mudaram ao longo do tempo. A missão do calendário do Advento permaneceu a mesma: dar felicidade a outras pessoas. É uma expressão da singularidade da época natalina e da antecipação da véspera da data do nascimento de Cristo.


10 instagrammers alemães que você precisa seguir
10 lugares para você viajar no tempo em Munique
Batatolandia Admin
Batatolandia Admin
Autor
Este site começou em uma manhã ensolarada, lá em 2008, com o intuito de compartilhar experiências com outras pessoas que talvez, estivessem passando pelo mesmo labirinto de adaptação, característico a tamanha mudança cultural.

Comentários

Cadastro