Publicidade

Uma das perguntas mais frequentes aqui no site é: “Como estudar na Alemanha?”. No início, o processo pode parecer muito burocrático e quase impossível de compreender, principalmente para quem está com pressa de começar.  

A nossa dica número um para quem deseja saber como estudar na Alemanha é quebrar o processo inteiro em passos individuais menores. Por exemplo, procure primeiro entender quais universidades alemãs oferecem o curso que você deseja cursar, depois busque saber quais os requisitos para matrícula e assim sucessivamente. Não tente entender tudo de uma vez só, pois a complexidade apenas irá desmotivá-lo(a).

Neste guia sobre estudo na Alemanha, nós quebramos o processo seguintes passos:

1 Onde estudar na Alemanha?

O sistema de ensino superior alemão oferece diferentes oportunidades para estudantes dependendo de seus objetivos e aptidões. Diferentemente do Brasil, na Alemanha existem três tipos de instituições de ensino superior: Universität, Hochschule e Hochschule für bildende Künste (HBK).

Universität, ou universidade, é a instituição de ensino superior mais tradicional, que também poderia ser comparada às universidades públicas brasileiras.O foco dos cursos oferecidos em universidades em geral é no conhecimento teórico. As universidades alemãs proporcionam mais liberdade aos estudantes em relação à formação, possibilitando que escolham sua própria grade de aulas. Além disso, as universidades contam com mais prestígio e os profissionais formados em universidades alemãs costumam ser mais bem remunerados que seus colegas que frequentaram a Hochschule.

Hochschule ou universidade de ciências aplicadas, como a própria tradução diz, são as instituições de ensino superior que focam no conhecimento prático sobre o curso escolhido. As aulas oferecidas pela Hochschule concentram-se em desenvolver e treinar habilidades dos estudantes para aplicá-las diretamente no mercado de trabalho. É comum que as aulas sejam divididas igualmente entre teoria e prática. Os formados na Hochschule saem muito bem preparados para o mercado de trabalho.

Hochschule für bildende Künste (HBK) são as Hochschule para Artes, podendo ser entendidas como uma Academia de Artes. Alunos que desejam ingressar nesse tipo de instituição precisam provar aptidão artística no curso escolhido e estudantes são encorajados a compartilhar seus projetos com a comunidade.

Depois de decidir qual tipo de instituição de ensino superior combina melhor com você, é preciso pesquisar quais as melhores cidades na Alemanha para estudantes. Dresden, Frankfurt, Hamburgo, Münster, Darmstadt e Berlim são algumas das melhores opções para estudantes brasileiros na Alemanha.

Se você pretende estudar assuntos ligados à tecnologia na Alemanha, é bom ficar de olho no TU9, o grupo das melhores universidades de tecnologia na Alemanha.

Veja mais sobre como estudar na Alemanha em nosso post

2 Studienkolleg

Studienkolleg é um curso preparatório oferecido por diversas universidades alemãs. O Studienkolleg funciona como uma ponte entre seus estudos no Brasil e o curso superior que você deseja fazer na Alemanha. O objetivo do Studienkolleg é oferecer a estudantes internacionais a mesma base tanto em termos de conhecimentos prévios ao curso desejado, quanto em relação à língua alemã, fazendo com que alunos estrangeiros iniciem seus estudos na Alemanha bem preparados.

Para ingressar em uma universidade alemã, você precisa do Hochschulzugangsberechtigung (HZB), ou seja, um certificado que prova que você está qualificado para ingresso na universidade. Isso significa que seu diploma do ensino médio precisa ser reconhecido pela Anabin. Caso seu certificado não seja válido, será necessário fazer o Studienkolleg antes de ingressar no ensino superior. A Uni Assist oferece um passo a passo fácil para verificar a necessidade de realizar o Studienkolleg antes do ingresso na universidade.

O Studienkolleg é finalizado com a Feststellungsprüfung, que nada mais é que a prova final do curso preparatório, declarando sua aptidão para iniciar os estudos em uma universidade alemã.

O Studienkolleg dura em média dois semestres. Apenas é possível repetir os semestres uma única vez, exigindo comprometimento total do estudante. Os cursos geralmente são em tempo integral, variando entre cinco e sete horas de aula por dia de segunda a sexta.

Como a maioria das universidades públicas na Alemanha, não há mensalidade para Studienkollegs. Contudo, há uma taxa semestral que varia entre 100 e 400 euros. Além dessa taxa, não se esqueça que você precisará ter no mínimo 853 euros por mês para cobrir suas despesas pessoais, como aluguel, seguro saúde, alimentação e materiais de estudo.

Para saber mais sobre Studienkollegs, veja nosso post

3Reconhecimento de diploma brasileiro na Alemanha

Estudar na Alemanha é um sonho possível para muitos brasileiros. Contudo, antes de fazer as malas, é preciso se certificar se seu diploma no Brasil é reconhecido na Alemanha.

Ver se a sua universidade é reconhecida


Anabin é o portal do Zentralstelle für ausländisches Bildungswesen (ZAB), o órgão responsável pelo reconhecimento de diplomas na Alemanha. Para saber se seu curso ou universidade são reconhecidos, cheque em nosso Banco de Dados ou olhe diretamente no site da Anabin. Outra fonte útil de informações oficiais é o portal do governo alemão sobre o assunto.

Após verificar que seu curso é reconhecido na Alemanha, você pode iniciar o processo de transferência. Primeiramente, você precisa achar uma universidade para continuar sua educação. A maioria das universidades públicas na Alemanha possuem sites bem estruturados, nos quais você pode pesquisar as matérias oferecidas por cursos e o perfil de estudante esperado. No site Hochsculkompass, é possível procurar por cursos por área, nível de educação e até mesmo detalhes sobre a admissão. 

Com o curso escolhido, entra-se na parte mais burocrática do processo, que envolve a tradução dos seus documentos brasileiros para o alemão. A maioria das universidades requer tradução juramentada e apostilada. 

Outro documento que você precisa apresentar é a prova de proficiência alemã por meio do DSH (Deutsche Sprachprüfung für den Hochschulzugang) ou TestDAF. O nível requerido geralmente varia entre C1 e C2, dependendo do curso e da universidade.

Algumas universidades recebem as aplicações diretamente via escritório internacional. Já outras optam por conduzir o processo por meio da Uni Assist, o que também facilita a vida do estudante que está se aplicando para mais de uma universidade. A Uni Assist sugere o envio dos documentos com oito semanas antes do término do prazo. Aplicar-se com antecedência também permite a correção de algum documento, caso necessário.

O processo de transferência dos estudos no Brasil para a Alemanha demora alguns meses. Planeje sua aplicação com antecedência e se atente aos prazos, que costumam ser: 15 de janeiro, para o semestre de verão, e 15 de julho para o de inverno.

4 Matrícula na universidade alemã

Após ter se certificado que seu diploma brasileiro pode ser reconhecido na Alemanha, visto a necessidade de um Studienkolleg e as diferenças entre os tipos de universidades alemãs, é hora de se preparar para se candidatar a uma universidade na Alemanha.

Um site muito útil para saber se você possui os requerimentos necessários para estudar na Alemanha é a base de dados do DAAD. Lá você escolhe seu país de origem, o documento comprovando seu grau de educação e até mesmo se você já iniciou um curso técnico e quer transferir seus estudos para a Alemanha. Selecionando a opção correspondente ao seu caso e o quanto já estudou, o site te diz quais as possibilidades de admissão tendo em conta seu histórico escolar.

Outro site confiável e que te dá informações mais detalhadas sobre o processo de aplicação em uma universidade alemã é o Uni Assist. Lá é possível achar informações específicas para o tipo de curso que deseja fazer.

Certifique-se se sua aplicação é por meio da universidade de sua escolha ou por meio da Uni Assist. Geralmente, a candidatura de estudantes internacionais é feita por meio da Uni Assist, mas a lista de documentos necessários para a aplicação é divulgada pela universidade, ou seja, você submete na Uni Assist os documentos que a sua universidade de escolha requere.

Os documentos que você vai precisar para sua aplicação podem ser divididos em certificados educacionais e certificados de língua.

Os certificados educacionais para quem quer fazer Bacharelado são:

  • Certificado de conclusão do ensino médio (incluindo seu histórico escolar do ensino médio)
  • Resultados do vestibular, se você tiver
  • Certificados de ensino superior, se você tiver. >Essa é para quem já fez Bacharelado no Brasil e quer fazer outro na Alemanha ou para quem ainda não concluiu e quer transferir seus estudos para a Alemanha. Será necessário provar as matérias que fez e as notas
  • Sistema de notas na sua universidade (também aplicável para quem já começou um curso de ensino superior no Brasil)

Caso queira fazer seu Mestrado na Alemanha, os documentos necessários são:

  • Diploma do Bacharelado
  • Histórico escolar completo, ou seja, com todas as matérias e as notas
  • Sistema de notas utilizado na sua universidade - muitos históricos já contém essa informação, o que facilita bastante a vida
  • Certificado de conclusão do ensino médio ou resultados do vestibular

Sobre os certificados de língua, vai depender do curso que você quer fazer. Cursos em alemão obviamente pedem um grau de proficiência em alemão, já cursos em inglês pedem o mesmo em inglês. Contudo, alguns cursos podem requerer certo grau de proficiência em ambas as línguas. Fique atento!

Apesar de haver diferentes formas de comprovar proficiência em uma língua, a maioria das universidades opta por um certificado de proficiência. Isso quer dizer que você terá que apresentar os resultados de proficiência em língua alemã de uma das seguintes provas: DSHTestDaF, certificados emitidos pelo Goethe-Institut ou DSD (Deutsches Sprachdiplom der Kultusministerkonferenz). O nível que você precisa comprovar geralmente varia entre B1 a C2.

Caso seu curso for internacional, você precisará provar proficiência somente em inglês. O nível e qual prova é necessária fazer é ditado pela universidade de sua escolha. Os testes mais populares são TOEFL IELTS.

Depois de juntar todos seus documentos, é hora de fazer cópias certificadas e traduções juramentadas. Você pode achar mais informações sobre isso aqui. Outra coisa muito importante para sua candidatura em uma universidade alemã é saber que seus documentos precisarão ser submetidos online e enviados pelo correio, ou seja, se aplicar com antecedência é extremamente indicado. Vale lembrar que cada curso e universidade são únicos, ou seja, além de todos os documentos que costumam ser padrão, você pode precisar apresentar mais documentos ou até mesmo participar de uma entrevista de admissão.

Clique aqui para fazer a sua tradução juramentada

Depois de ter todos documentos, há uma taxa ou para a universidade ou para Uni Assist. No caso da Uni Assist, a taxa é de 75 euros para o curso desejado e mais 30 euros para cada curso adicional (se você estiver se candidatando para mais de um). O pagamento pode ser feito diretamente pelo site da Uni Assist com cartão de crédito ou via transferência bancária. O site mais recomendado para fazer tal transferência é o TransferWise.

Agora que você sabe todos os detalhes da aplicação, deve estar se perguntando quais são os prazos para se candidatar em uma universidade alemã. Primeiramente, os semestres na universidades na Alemanha não são como no Brasil. Na Alemanha há o semestre de inverno, que é o principal, ou seja é quando a maioria dos cursos iniciam e é também o semestre que recebe mais alunos. O semestre de inverno alemão seria o equivalente ao primeiro semestre no Brasil. Mas não faça confusão! O semestre de inverno na Alemanha começa em geral em outubro e vai até março. As aulas geralmente não vão até março, pois há um período de provas. Isso significa que você terá aulas em média do início de outubro até o final de janeiro e então o período de exames inicia no começo de fevereiro e vai até o final de março. Lembrando que cada universidade e até mesmo cada curso é particular.

Já o semestre de verão vai de abril a setembro e funciona da mesma maneira. Em geral, o semestre de verão é um pouco mais leve do que o de inverno, pois todos querem aproveitar o tempo bom para relaxar ou viajar.

Em relação às datas de aplicação, os prazos costumam ser: 15 de janeiro, para o semestre de verão, e 15 de julho para o de inverno. 

Se você está no meio de seus estudos no Brasil e quer transferir para a Alemanha, provavelmente terá que passar por todo esse processo, traduzindo seu histórico e mostrando provas de proficiência. Caberá à universidade decidir quais matérias você terá reconhecimento. Se deseja fazer isso, a dica é comparar a grade de seu curso atual com o curso desejado na Alemanha. Ao identificar matérias em comum e informar a universidade alemã de sua escolha, você facilita o processo e tem mais chances de ter as matérias reconhecidas.

Depois de algumas semanas você receberá sua resposta sobre o processo de candidatura. Se aceito, é hora de começar a fazer as malas e pensar nos próximos passos da sua mudança, que falamos no texto a seguir.

5 Visto para estudar na Alemanha

Depois de meses de planejamento, estudo, provas de proficiência, tradução de documentos, suor e lágrimas, você finalmente recebe a resposta positiva de uma universidade alemã. Agora vamos para a segunda parte da preparação para a mudança para a Alemanha!

A primeira coisa que você deve estar pensando é: estudantes brasileiros precisam de visto para estudar na Alemanha? Se você já foi aceito em uma universidade alemã, não há a necessidade de solicitar um visto no Brasil para sua entrada na Alemanha, uma vez que brasileiros podem ficar até 90 dias na Alemanha (e em todo território Schengen) sem visto. Este também é o tempo máximo que você, como estudante, pode usar para requerer sua autorização de residência obrigatória, ou o famoso Aufenthaltstitel.

Isso quer dizer que você como estudante brasileiro aceito em uma universidade alemã deve entrar na Alemanha sem visto e requerer o Aufenthaltstitel quando chegar na Alemanha em até três meses. O requerimento deve ser feito no Departamento de Estrangeiros (Ausländerbehörde) da cidade que você vai morar.

Os documentos exigidos para a autorização de residência são os mesmos do visto, ou seja:

  • Passaporte
  • Formulário "Requerimento de concessão de uma autorização de residência"
  • Declaração de ciência da Lei Alemã de Residência (Aufenthaltsgesetz)
  • Duas fotos atuais biométricas
  • Dados completos do endereço de referência na Alemanha
  • Carta de aceite da instituição de ensino superior
  • Certificado de conclusão escolar
  • Comprovante de financiamento
  • Comprovante de seguro saúde

Mais detalhes sobre esses documentos podem ser encontrados no site da Embaixada Alemã no Brasil. Já já falaremos em detalhe sobre os dois documentos essenciais para sua estadia na Alemanha: o comprovante de financiamento e o comprovante de seguro saúde.

Se você pretende ir para a Alemanha somente para fazer um curso intensivo de alemão por menos de três meses, não há a necessidade de visto, como já era de se esperar. Se o curso dura mais de três meses, você precisará requerer a mesma autorização de residência (Aufenthaltstitel) quando entrar no país, assim como já comentamos aqui. Também há uma diferença de documentos requeridos caso você vá apenas para fazer o curso intensivo de alemão ou se depois desse curso você ainda pretende ficar na Alemanha para estudar em uma instituição de ensino superior. 

Os documentos são basicamente os mesmos dos já listados para estudantes de ensino superior, mas ao invés da carta de aceite da universidade, você precisa de outros documentos para comprovar que irá de fato realizar um curso intensivo de alemão. São eles:

  • Carta confirmando a inscrição em um curso intensivo de alemão
  • Carta pessoal simples em língua alemã sobre sua motivação para realizar o curso na Alemanha
  • CV completo em alemão
  • Certificado de conclusão ou participação em um curso de língua alemã, caso você tenha estudado a língua anteriormente

Se você pretende emendar o curso intensivo de alemão em outro curso, como Studienkolleg ou pós-graduação, será necessário mostrar documentos adicionais para provar suas intenções de estadia na Alemanha. Veja nesta página os detalhes sobre os documentos necessários para solicitar a autorização de residência alemã como estudante de curso de alemão.

Como mencionamos acima, há dois documentos essenciais em ambas solicitações de ‘visto’. O primeiro é o comprovante de financiamento, isso é a prova que você tem dinheiro o suficiente para viver na Alemanha e focar em seus estudos, uma vez que existem diversas restrições de trabalho para estudantes. É necessário comprovar que você possui 853 euros por mês que passará na Alemanha, ou seja, um total de 10.236 euros por um ano ou 5.118 euros por seis meses. A duração de sua autorização de residência estará diretamente ligada ao valor comprovado. Contudo, vale notar que se seu curso tem duração maior de um ano, não é necessário provar mais que o valor correspondente a um ano, pois seu Aufenthaltstitel terá muito provavelmente duração de um ano. Assim, quando você renovar o documento será necessário provar novamente seus recursos financeiros. 

Há quatro maneiras de se comprovar fundos suficientes para sua estadia na Alemanha.

  1. Carta de concessão de bolsa de estudos
  2. O financiamento deve ser provindo de uma organização reconhecida, como o DAAD ou a Fundação Alexander von Humboldt, por exemplo.
  3. Termo de compromisso financeiro de um anfitrião na Alemanha (isso significa que alguém será responsável por te financiar no país e será necessário mostrar os devidos extratos bancários para provar essa possibilidade.)
  4. Transferência de um depósito de garantia para uma conta bloqueada. Essa é a opção mais utilizada por estudantes que não possuem uma bolsa de estudos, também por ser a que mais garante o sucesso do seu requerimento da autorização de residência.
  5. Atualmente existem quatro provedores de conta bloqueada recomendados pelo Auswärtiges Amt: Coracle, Deutsche Bank, Expatrio. Com exceção do Deutsche Bank, as outras três empresas oferecem o serviço online de maneira rápida e descomplicada para que você abra sua conta bloqueada enquanto ainda está no Brasil. O processo é em geral o mesmo para as três: você se aplica no site, submete alguns documentos, faz a transferência do valor bloqueado e recebe o documento de comprovação para utilizar quando for ao Departamento de Estrangeiros solicitar sua autorização de residência. Para mais informações sobre esse documento em específico, visite o site da Embaixada.

    Leia o nosso guia sobre conta bloqueada

    O segundo documento essencial para a seu ‘visto’ é o comprovante de seguro saúde. Tal seguro pode ser um seguro saúde de viagem com validade de 90 dias. Cabe notar que o seguro saúde é obrigatório para todos que moram ou desejam morar na Alemanha. Isso significa que será possível requerer o visto com um seguro saúde de viagem, mas não será possível se matricular em uma universidade alemã com apenas esse seguro. A dica aqui é que a maioria das empresas oferecendo a conta bloqueada também oferecem algum tipo de pacote de vantagens no qual é possível abrir a conta e adquirir dois tipos de seguro: o de viagem, para seu ‘visto’ e um seguro saúde público, para sua matrícula. Falamos mais sobre esse tópico no próximo passo!

6 Cheguei na Alemanha e agora?

Finalmente chegou a hora de embarcar rumo à Alemanha! Depois de muitos documentos, algumas malas e várias despedidas, você está preparado para essa nova etapa de sua vida. Com a sua chegada na Alemanha, também há uma nova onda de processos que você deve passar para finalmente se estabelecer e começar a estudar na Alemanha.

Uma das principais dicas para esse momento é: esteja preparado! Tenha todos seus documentos em mãos, tanto para solicitar seu ‘visto’ quanto para a matrícula na universidade ou na escola de idiomas. Apesar de ser difícil dar conta de todas informações e documentos sozinho, é essencial ter uma noção de quais serão os próximos passos a seguir para se evitar estresse e dor de cabeça. Por isso, vamos ao que interessa!

Uma das primeiras coisas que você deve fazer quando chegar na Alemanha é o Anmeldung ou cadastro na cidade onde irá morar. Lembre-se que isso é obrigatório para todos os residentes no país. Você deve se registrar na cidade em no máximo duas semanas depois da sua chegada na Alemanha. 

O cadastro na cidade é um processo consideravelmente simples. Basicamente você marca um horário no Stadtbüro ou Bürgeramt da sua cidade, leva seu passaporte, comprovante de residência (Wohnungsgeberbestätigung) e formulário no dia e hora marcados e já sai de lá com seu Anmeldebestätigung, ou confirmação de cadastro. Em cidades menores há a possibilidade de ir ao escritório sem hora marcada, mas é sempre bom se certificar antes e, caso você decida fazer isso, estar disposto a esperar por algumas horas. Nesse post te damos um passo a passo detalhado sobre como cadastrar seu endereço na Alemanha.

Além disso, é recomendado dar entrada no seu pedido de autorização de residência (Aufenthaltstitel) até no máximo quatro semanas antes do seu período de 90 dias expirar. Contudo, é melhor fazer isso em seu primeiro mês na Alemanha, logo depois que você tiver feito o Anmeldung. Assim você se poupa um pouco da aflição do ‘e se meu documento não ficar pronto a tempo?’.

Outro passo importante que deve ser feito antes de sua matrícula na universidade é adquirir um seguro saúde. Como falamos no passo anterior, esse seguro saúde não é o mesmo do seguro saúde viagem que será usado no processo de ‘visto’. Esse seguro saúde é uma cobertura durante toda sua estadia na Alemanha. Todos residentes do país precisam ter tal seguro, uma vez que é obrigatório. O tipo do seguro, ou seja, se você opta por um provedor privado ou público, depende de você e as taxas dependem de seu perfil. Em geral, estudantes que vão ficar na Alemanha por um ano ou mais entram no país com um seguro saúde de viagem e após sua chegada, adquirem um seguro saúde público, como da Techniker Krankenkasse (TK) ou da AOK. O seguro saúde público tem preços bem similares para estudantes de até 30 anos. É possível se aplicar para a cobertura antes de chegar na Alemanha, se você decide usar um serviço como da Expatrio ou Fintiba, ou depois de ter chegado no país. Muitas universidades contam com representantes de companhias de seguro durante o período de matrícula.

Falando nisso, você também precisa fazer sua matrícula na universidade ou no curso de línguas que for realizar. As universidades costumam oferecer suporte para você em todos os passos após sua chegada, seja em relação à documentação e a outras burocracias, como o Anmeldung, seja sobre a localização dos serviços em campus. Aproveite as dicas e conselhos do lugar que você irá estudar!

Outro item indispensável dessa nova vida de estudante brasileiro na Alemanha é a abertura de uma conta corrente. Se você abriu uma conta bloqueada, já deve ter sido informado que para transferir seu dinheiro mensal, é necessário ter também uma conta corrente. Tal conta você poderá abrir em bancos convencionais, como Commerzbank ou Deutsche Bank, ou em bancos digitais, como N26 ou Monese. Fique sempre atento às taxas que os bancos cobram e a disponibilidade de caixa eletrônicos por aí. Você ficará surpreso com a quantidade de estabelecimentos na Alemanha que apenas aceitam dinheiro ou não aceitam cartão de crédito.

Finalmente, algo muito comum na Alemanha é o seguro de responsabilidade civil (Haftpflichtversicherung). É extra, pois não é obrigatório, mas é algo bom de se ter no país, pois te protege caso você danifique a propriedade de alguém acidentalmente, por exemplo.

Ufa! Depois de tudo isso, é só esperar seu Aufenthaltstitel ficar pronto e curtir essa nova fase de estudo na Alemanha. Aproveite!

Leia mais sobre morar na Alemanha

Comments

Comentários fechados para esta página.